Alunos da Polícia Militar do Rio de Janeiro já cometem irregularidades

Alexandre Madruga

Antes mesmos de se formarem soldados, alunos do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CeFAP) da Polícia Militar do Rio de Janeiro, em Jardim Sulacap, zona oeste do Rio, já cometem infrações consideradas graves. Paradas irregulares em locais de estacionamento proibido e carros com licenciamento em atraso.

Os moradores das ruas que ficam próximas ao CeFAP estão sofrendo com a grande quantidade de carros parados dos alunos da PM, que estacionam durante a semana das 5h30 da manhã e somente saem depois das 16h. Em alguns casos, os veículos ficam estacionados de frente a portões de garagem ou ocupando totalmente a calçada, dificultando a passagem de pedestres e até o acesso a rampas de portadores de necessidades especiais.

Mas o ápice da irregularidade está na documentação de alguns veículos, o que pode justificar a não autorização da PM para estacionarem nas dependências do quartel. Em uma breve pesquisa, constatou-se que muitos carros não estão com o licenciamento anual em dia. É o caso de uma Fiat Uno verde, ano 94, cuja última vistoria foi feita em 1999. Ou de um Honda/CG 125 de cor cinza, ano 2008, que nunca teve outra vistoria. Mas mesmo os carros de alunos da PM, com licenciamento regularizado, também não são estacionados nas dependências do CeFAP.

De acordo com a associação de moradores, vários ofícios foram passados para o Comando da escola militar, que sempre responde que “os veículos irregularmente parados são de responsabilidade da Prefeitura”.

– Já pedimos, imploramos ao Comandante para pedir aos seus alunos não deixem seus carros jogados nas ruas do nosso bairro. Mas ele não nos houve, nem permite que seus alunos coloquem os carros lá dentro. Por quê? – reclama a Presidente da associação de moradores, Heloísa Massad.

Os futuros PMs cometem várias infrações, de acordo com a Lei  9.503/97, do Código de Trânsito Brasileiro, no art. 181 (estacionar o veículo) em vários incisos, que vão desde parar próxima a esquinas ao estacionar no passeio (rua). Na maioria dos casos a pena é multa, com reboque do veículo.

E foi exatamente isso que aconteceu hoje (21/10). A Secretaria Especial de Ordem Pública (SEOP) fez uma blitz nas ruas próximas ao quartel e rebocaram mais de 20 carros, multando outros tantos. De acordo com a SEOP, os carros foram enviados para os depósitos públicos de Campo Grande e Inhaúma.

Para retirar o veículo, será necessário estar com IPVA de 2011 quitado e pagar R$ 45 por cada diária no depósito, além da taxa do reboque de R$ 120.

A SEOP informou que atua constantemente no local. Do mês de junho até hoje foram rebocados 181 e multados 110 veículos por estacionamento irregular. A SEOP continuará a atuando no local.

Anúncios

2 Responses to Alunos da Polícia Militar do Rio de Janeiro já cometem irregularidades

  1. Papa Mike disse:

    É muito facil falar mal. Gostaria mesmo ver uma matéria onde fala das precarias condições de formação do policial militar e salarios atrasados a mais de 3 meses. Como o aluno pode pagar o IPVA atrasado se não recebe o salário? Como agendar vistoria se o aluno tem que pagar o proprio papel higienico quando vai ao banheiro? Como reclamar de estacionamento se não há nenhum estacionamento publico por perto e nao é possivel estacionar no CFAP?
    FALAR MAL É MUITO FACIL, PRINCIPALMENTE DE POLICIAL QUE TE DEFENDE QUANDO VC MAIS PRECISA

    • Etana A. disse:

      Isto não é desculpa; um assunto não afeta diretamente ao outro. O que está em questão aqui é o fato de que esses alunos estão utilizando indevidamente o espaço público para benefício próprio. Se eles tem problemas com salário e demais condições na academia da PM, eles devem procurar ajuda, se unir e exigir seus direitos. Mas não é por causa dos problemas internos da academia que esses alunos da PM têm o direito de desrespeitar o espaço público, atrapalhando comerciantes, pedestres, passagens de veículos e, especialmente, eles não têm o direito nenhum de ocupar o espaço público para divertimento em bares, comendo churrasquinho e ouvindo música alta, o que têm acontecido com muita frequência. Isso não é nem de longe um comportamento adequado de um policial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: