Teresópolis sofre outra vez

“Morreu coerente com a maneira que viveu. Feliz lutando pela cidade que amava, com a sensação de dever cumprido”, Declaração da família do prefeito

Por Anna Cristina Brisola

O atual prefeito de Teresópolis Roberto José Pereira Pinto (Robertão), faleceu hoje aos 67 anos, às 7:25h, após dar entrada no Hospital São José à 4:32h. De acordo com o Dr. Robsoon Sobreira Pereira, Diretor Técnico do hospital, o prefeito “deu entrada em emergência cardiológica, trazido por seu Médico assistente, e “apesar de todos os esforços e mobilização de toda a equipe da terapia intensiva, não obtivemos êxito.”

Roberto era vice prefeito e assumiu na última sexta-feira, com 12 votos a 0, depois que  Jorge Mário foi deposto do cargo por irregularidades.

A família está extremamente abalada, uma das filhas só conseguia repetir, “muito triste, muito sofrida”. Um dos filhos está em Portugal. Durante orações ainda na capela do hospital os familiares pediram para ficarem sozinhos. O corpo seguiu para a prefeitura para ser velado ao meio dia, e o enterro acontecerá às 18h, no Cemitério Carminda Berlin (Cainga).

Ayrton Rebelo, assessor do prefeito e amigo há mais de 40 anos, afirma, “a família está chocada e o povo também. É mais uma tragédia que acontece em Teresópolis.” O assessor pretende entregar o caro na segunda-feira.

Ana Cláudia Pinto uma das sobrinhas mais chegadas, declarou, “Morreu na hora mais feliz da vida dela, realizando o grande desejo da vida dele que era ser prefeito desta cidade. Ele disse que poderia até ser presidente, mas gostaria de morrer prefeito de Teresópolis. Deus resolveu que era a hora dele. Se foi no auge”.

Outra sobrinha, Norma, lamenta, “ele tinha boas propostas para a cidade. Já tinha escolhido seus secretários, inclusive uma educadora para Secretária da Educação. Ela me disse que ele pretendia reabrir todas as escolas, inaugurar as novas rapidamente e colocar os projetos para andar.” A ideia era que as crianças logo estivessem dentro das escolas e recebendo merenda escolar.

O amigo Nelson Filho que assumiria a Secretaria de Desenvolvimento Social estava muito abalado e chorando, “dos secretários eu era o mais chegado a ele, não sei nem o que dizer… Ele era meu pai político.”

A câmara dos vereadores já elegeu o presidente como prefeito e depôs os secretários de Robertão, hoje em sessão pela manhã.

De acordo com o assessor , Roberto era bancário e estudava com muito sacrifício. Formou-se em medicina e era ortopedista. Seus 3 filhos também são médicos e das duas filhas, uma é médica e a outra dentista. Fundador da principal clínica ortopédica da Teresópolis, hoje administrada pelos filhos, ainda atendia seus pacientes fiéis às quartas-feiras como ortopedista, mas vinha se dedicando mais à medicina do trabalho em uma clínica da qual era sócio.

Fica a pergunta repetida diversas vezes à porta do hospital “Será que Deus levou por que ele não conseguiria atender as expectativas do povo da cidade e fazer tudo o que Roberto Pinto pretendia em tão pouco tempo?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: