Transolímpica

A Associação de Moradores de Sulacap – AMISUL divulgou agora pela manhã, sobre manifestação ocorrida no sábado, dia 28 de maio próximo ao Condomínio Sulacap 1. Segue a nota.

NOTA OFICIAL SOBRE MANIFESTAÇÃO NO SULACAP 1

A Associação de Moradores e Amigos de Sulacap (AMISUL) não recebeu nenhum convite para participar da manifestação ocorrida próximo ao Condomínio Sulacap 1, no sábado dia 28 de maio às 10h, com a presença do Vereador Chiquinho Brazão. Soubemos da mesma devido à passagem de carro de som, informando da presença do vereador, o que, pareceu-nos uma reunião de foco unicamente político. Se a AMISUL fosse convidada formalmente, certamente teria comparecido.

Lamentavelmente a AMISUL acabou por ser citada pelo proprietário da padaria próximo ao local da manifestação, conhecido como Sr. Ricardo, que, inclusive, acusou-nos de omissão quanto ao caso Transolímpica.

Infelizmente o citado senhor não deve estar acompanhando os trabalhos dessa associação diante do problema Transolímpica. A AMISUL já compareceu a Prefeitura, junto com comissão de moradores formada por oito integrantes e se fez presente na Audiência Pública na Câmara Municipal, onde se notou a presença de pouco mais de sete residentes de nosso bairro.

Assusta-nos que, diante muitos conhecedores do trabalho profícuo da AMISUL, nenhum morador, ninguém pediu a palavra e defendeu o trabalho dessa associação, diante da acusação injusta e que faltou com a verdade. O que reforça nossa indignação é saber que muitos moradores presentes a manifestação participaram das reuniões realizadas pela AMISUL sobre a Transolímpica, e mesmo assim preferiram manterem-se calados.

Diante do fato, a AMISUL citará o referido senhor  judicialmente, para provar acusação que macula a imagem de uma associação, que vem brigando incansavelmente contra o “tsunami de concreto” que cortará o bairro do Jardim Sulacap.

Quanto à reclamação de falta de divulgação das reuniões que alguns moradores ressaltaram, informamos que o site da AMISUL (www.amisul.com.br) contém todos os dados sobre a Transolímpica, inclusive das reuniões. Além disso, em nosso Galpão, encontra-se um mural com todos os documentos referentes à via expressa que cortará o bairro.

 Não somos contrários as manifestações públicas. Não compactuamos é que essas atividades sejam emissoras de ofensas as autoridades públicas, e, diante essas ameaças, a AMISUL opta por não estar presente, para não corroborar, nem chancelar tais acusações mal educadas.

A AMISUL reforça que está do lado do morador, mantendo contato contínuo com a Prefeitura do Rio e as Comissões da Câmara Municipal focadas na Transolímpica, para manter o diálogo, buscando solucionar e evitar todas as possíveis desapropriações.

Cabe ressaltar, que a AMISUL ao solicitar o retorno do projeto anterior, o faz por ser a única maneira de evitar desapropriações de qualquer espécie, seja de imóveis residenciais ou comerciais. Não existe distinção para a AMISUL de prejuízo diferenciado a desapropriação de imóvel residencial e comercial. Todos são iguais.

Não defendemos interesses particulares e sim coletivos.

Para os que quiserem mais informações, podem comparecer ao Galpão ou mandarem e-mail que consta no site da associação.

AMISUL

Anúncios

4 Responses to Transolímpica

  1. Alexandre Madruga disse:

    Caro amigo. Realmente estive presente e os organizadores me viram presente, porém não me concederam a palavra. Cheguei momentos depois da AMISUL ser citada e ter sido informado que não havia ali nenhum integrante da mesma. Como eu não estava no momento dessa citação, não poderia pedir a palavra. Como cheguei depois dessa afirmação, o correto seria me conceder a palavra. Mas, mesmo me vendo no local, ao lado de quem estava com o microfone, em nenhum momento foi me perguntado se queria falar algo. A pergunta muda: de quem seria a omissão?
    Discussões a parte, o momento é de se tentar primeiro definir o trajeto final e descobrir realmente quem serão os desapropriados. Aos que quiserem saber sobre desapropriação, sugiro ler a matéria publicada pelo O Globo, no sábado passado. Muito esclarecedora.

  2. Leitor disse:

    Não sou membro da AMISUL tão pouco apoio o ocorrido mas é oportuno o seguinte:

    …………. “Assusta-nos que, diante muitos conhecedores do trabalho profícuo da AMISUL, nenhum morador, ninguém pediu a palavra e defendeu o trabalho dessa associação, diante da acusação injusta e que faltou com a verdade. O que reforça nossa indignação é saber que muitos moradores presentes a manifestação participaram das reuniões realizadas pela AMISUL sobre a Transolímpica, e mesmo assim preferiram manterem-se calados.”…………

    O Sr Jornalista Alexandre Madruga, que é membro da comissão, estava presente, ouviu o comentário e também não se manifestou, manteve-se calado (seria isso omissão????).

    Pois bem, vamos utilizar este espaço na busca de soluções para o problema, unir forças, manter os interessados informados.

    Sugiro a criação de um espaço com a finalidade de esclarecer ponto a ponto o que poderá acontecer no caso de desapropriação. Vamos aproveitar os mais de 5000 acessos e colocar as dúvidas em tela, se possível com a orientação da PGM, que será o órgão responsável pelas negociações.

  3. Olá pessoal, sou administrador do BLOG http://www.bosquedaboiuna.com.br e também não fiquei sabendo desta manifestação, caso contrário, também teria convidado os moradores da região. Uma manifestação contra este “tsunami de concreto”, deve ser muito bem organizada e arquitetada, caso contrário, pareceremos uma meia parcela da comunidade insatisfeitas.

    Só queria alertar a todos quanto ao fato de não se deixarem levar por boatos, pois é normal em um conflito de interesses tentarem jogar um contra o outro, perdendo assim o foco de nossa luta.

    Grande abraço a todos vocês!

    Diego Rodriguez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: